CERN investiga falso sacrifício humano em suas dependências

Browse By

O Cern ( Centro Europeu de Pesquisas Nucleares) diz que “sim”  as imagens foram feitas aqui , porém não toleramos esse tipo de brincadeira e vamos buscar os culpados.

Prédio que abriga a sala de controle do ATLAS, com mural de corte transversal do mesmo, ainda que o detector propriamente dito tenha dimensões maiores que o desenho.

 

O Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern, na sigla em francês), conhecido pela construção do famoso LHC (sigla em inglês para Grande Colisor de Hádrons), está investigando um vídeo que mostra o que parece ser um ritual macabro nas dependências do complexo, que culminaria em um sacrifício humano.

 

O filme foi divulgado recentemente na internet e mostra um grupo com longas vestes, encapuzados e caminhando ao redor de um monumento em um pátio. Ao final, uma mulher deita-se no chão e um dos participantes se curva sobre ela. Aparentemente, a gravação foi feita por alguém que está no segundo ou terceiro andar de um dos prédios e assusta-se com o que vê, parando de registrar a movimentação.

A organização científica confirmou à Agência France Presse que a filmagem foi feita em um dos edifícios do complexo e que faz parte de uma “brincadeira”. Segundo o Cern, ninguém se feriu, mas “as cenas foram filmadas sem permissão oficial” e a instituição “não tolera esse tipo de brincadeira”. Por esse motivo, o Cern está verificando quem pode ter participado do vídeo.

O diretor-geral do Cern, Rolf-Dieter Heuer (à esquerda) e o porta-voz do CMS, Joe Incandela, comemoram a descoberta do novo bóson. Saiba mais : http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/fisicos_declaram_vitoria_na_caca_ao_higgs.html

 

O porta-voz do Cern garantiu ainda que os sistemas de segurança são muito rígidos, tornando impossível que alguém sem autorização de acesso possa entrar nas instalações técnicas e laboratórios. Assim, os protagonistas do filme podem fazer parte dos cerca de 10.000 cientistas visitantes de 113 nacionalidades que o Cern recebe anualmente.

 

A divulgação do vídeo, visto milhares de vezes desde que foi postado na internet, reviveu a lembrança sobre os rumores apocalípticos que circulavam no período prévio à primeira colisão entre prótons do LHC, em 2010. Um deles alegava que os experimentos do Cern gerariam um buraco negro que poderia absorver o planeta em questão de uma hora e meia, o que a organização desmentiu várias vezes, explicando que os experimentos são totalmente seguros.


O suposto sacrifício teria acontecido em frente a estátua do deus Shiva, que é conhecido em sua principal forma como “Shiva Nataraja”, o rei dos dançarinos. 

Em 18 de junho, o CERN revelou um novo marco incomum – uma estátua da divindade indiana Shiva. A estátua é um presente dos colaboradores indianos do CERN para comemorar a longa associação do CERN com a Índia, que começou na década de 1960. A estátua foi feita na Índia no estilo tradicional. A escultura original era um modelo de cera, em torno do qual um molde de solo foi feito. O derretimento da cera deixou um vazio no qual o metal líquido foi derramado, e uma vez arrefecido o molde foi dividido e a estátua polida e deu o seu acabamento antigo.

Se foi brincadeira alternativos eu não sei, mais que deu arrepio deu. Então deixe seu comentário, deixa um jóinha, compartilhe nossas matérias com amigos.

Um abraço, um aperto no mamilo e uma tapa na orelha  do seu neurótico. brother.. brow…  Hanks !

Deixe um comentário